[ad_1]

c49cc8d5-ae50-493c-bd31-e60884841697O nosso 53º entrevistado da série  que levamos ao ar todos os sábados é o bacharel em direito e estudante de administração Italo Wesley da Silva,  o popular Wesley de Neguinho, 25 anos,  filho do empresário e ex-vereador Neguinho de Israel, que é pré candidato a prefeito pelo PDT. Wesley tem se destacado no meio político por articular com os partidos de oposição a tão alardeada unidade visando as eleições municipais de outubro. Com trânsito livre em todos os partidos, inevitavelmente teve seu nome também cogitado como alternativa para juntar as legendas. Na entrevista que segue, você conhecerá um pouco mais deste bezerrense e se intera das articulações no campo das oposições.

Obs.: Devido ao calendário junino, não foi possível a edição da entrevista no último sábado. Pedimos desculpas aos nossos internautas.

BEZERROS HOJE: Você é filho do ex-vereador Neguinho de Israel (PDT), pré-candidato a prefeito, e tem se destacado na articulação política da oposição. Como você vê a atuação do seu pai no meio político? 

Italo Wesley –Tenho muito orgulho da atuação do meu pai, não só na vida pública como também na particular. Se tivéssemos como pré-requisitos para ser prefeito de Bezerros a honestidade e a vontade de ajudar o próximo, tenho certeza que esse cargo seria delegado a ele. Acredito que a melhoria na qualidade de vida pode ser realizada através do investimento na educação, onde todos tem a oportunidade de construir seu próprio futuro, lembro bem de uma proposta feita por ele nas eleições de 2004 quando concorreu ao cargo de vereador e propôs a criação da casa do estudante em Recife, esta casa serviu e serve até hoje de suporte para muitos estudantes bezerrenses que vão morar na capital em busca de se qualificar para ingressar no mercado profissional. Outro ponto interessante que ele defende é a industrialização, precisamos oferecer oportunidades de empregos para que o cidadão não precise se deslocar a outras cidades com esse intuito.

BEZERROS HOJE: Como você analisa a pluralidade de pré candidatos no campo oposicionista. Há desprendimento dos partidos para juntos analisar o melhor nome para a disputa?

Italo Wesley – As candidaturas postas são legítimas, e os nomes escolhidos são bons quadros da oposição, porém todos sabem que para a oposição obter sucesso nesse pleito precisamos de união. Estamos nos aproximando das convenções e a decisão precisa ser tomada o quanto antes, acredito que no momento certo os partidos irão dialogar para definir essa situação e chegar a um nome de consenso para apresentar uma alternativa viável para administrar Bezerros.

BEZERROS HOJE: A indefinição do nome do governo tem complicado também a articulação da oposição?

Italo Wesley –O prefeito é muito habilidoso na questão política, provou isso na aliança montada onde conseguiu apoio de 10 vereadores e outras lideranças da cidade, porém apenas a candidatura dele indo a reeleição poderia manter todo esse grupo unido. Acredito que a escolha do candidato do governo sairá apenas aos 45 do 2º tempo, não vejo como essa indefinição atrapalha a articulação da oposição, já que fazemos oposição à gestão do PSB e não a pessoa de Severino Otávio. Independente de quem seja o nome que venha representar o grupo político do governo, a oposição precisa se definir.

BEZERROS HOJE: Como a oposição poderia superar esse quadro hegemônico do governo, que já dá como favas contadas as eleições de outubro?

Italo Wesley –O primeiro passo seria a união em torno de uma candidatura, a aliança precisa ser feita em torno de um projeto, não em torno de um nome. Definido o condutor desse projeto, precisamos mostrar a população onde o governo errou e mostrar soluções, não podemos fazer críticas só por fazer e fazer falsas promessas, o povo tá cansado dessa velha prática na política. Temos que mostrar a sociedade o quanto sai caro o voto vendido, e as consequências dessa prática, pois sempre tem algum financiador por trás dessas compras que depois aparecem para cobrar a fatura. A rejeição ao prefeito é grande e a oposição pode conseguir o apoio dessa grande parte do eleitorado. Estamos vendo no cenário nacional a operação lava jato, Bezerros não merece continuar envolvida nesse tipo de noticiário.

BEZERROS HOJE: Como você avalia a administração do prefeito Branquinho?

Italo Wesley –Deixou a desejar. Branquinho surgiu em 2012 como a salvação para Bezerros, teve uma maioria esmagadora de votos, montou uma ampla base política, tem grande aproximação com o governador e a alta cúpula do PSB, mas não conseguiu traduzir esse potencial em uma boa gestão e acabou ficando amarrado aos seus acordos políticos, fez muitas promessas durante o período eleitoral e não cumpriu. Prometeu em 2012 trazer uma mini Suape, porém a única nova empresa inaugurada nesses 4 anos de mandato foi a Herval, que veio para o município através dos esforços da ex-prefeita Bete de Dael, que não concluiu toda a negociação por ter sido travada politicamente por opositores. Torço que o governo consiga inaugurar novas fábricas nesse fim de governo, Bezerros precisa gerar empregos. Outra bandeira levantada durante a campanha foi a juventude, que teve poucas oportunidades tanto no incentivo à prática de esportes, que ajuda a inserir os jovens na sociedade, dificultando que entrem no caminho errado, quanto em avanços na educação. Podemos também lembrar que a cidade deixou de realizar algumas festas, que serviriam como opção de lazer para a juventude e também para movimentar o comércio local. Mais um ponto que o governo não teve atuação eficaz foi na segurança, todos os dias temos noticias de assaltos em Bezerros.

BEZERROS HOJE: Como você analisa o quadro proporcional em Bezerros?

Italo Wesley –Do lado do governo me parece que tudo já foi resolvido, saindo 3 coligações. Acredito que 4 vereadores irão perder seus mandatos, o PSB deve continuar tendo a maior bancada da câmara, porém com um número menor de vereadores do que tem hoje. Do lado da oposição ainda temos uma indefinição, mas a tendência é a formação de 2 coligações para eleger o máximo de vereadores. Precisamos de uma renovação na câmara de vereadores, para termos um poder legislativo atuante.

BEZERROS HOJE: Você tem sido incentivado a entrar para a política. Estaria preparado para o processo?

Italo Wesley –Estamos sempre em constante aprendizado, venho aprendendo cada dia mais nas faculdades e com a vida. Muito me questionam sobre uma suposta inexperiência por nunca ter ocupado cargos públicos, porém acredito que experiência não seja sinônimo de eficiência, temos como exemplo disso o caso do atual prefeito, que já foi vereador, prefeito, deputado, presidente do TCE, presidente do Sport Club do Recife, um currículo realmente admirável e que causou na população uma expectativa quanto a sua gestão, no entanto temos em Bezerros um governo que deixa a desejar. Seria uma honra poder servir minha amada terra natal, uma eventual candidatura minha teria de passar antes pela comissão provisória municipal do PDT.

BEZERROS HOJE: Suas considerações finais

Italo Wesley –Quero agradecer o convite e parabenizar meu grande amigo Flávio Melo pelo trabalho feito a frente do Bezerros Hoje. Torço pra que tenhamos dias melhores na nossa cidade e que as pessoas participem cada vez mais do processo político, pois a política é o caminho para a mudança.

Enviado por:Redator

[ad_2]

Fonte: Bezerros Hoje / Clique aqui e veja essa e outras notícias.

%d blogueiros gostam disto: