Quando os  caminhos desandam, quando portas se fecham, quando as oportunidades se perdem, quando os problemas se multiplicam, e as dificuldades só aumentam sem termos mais o que fazermos para encontrar respostas e soluções, então é preciso pararmos. E diante de grandes contratempos e de situações inimagináveis e incontroláveis que atingem não somente a nós mas ao mundo inteiro, é imprescindível que perante esses cenários agravantes saibamos agir como se estivéssemos em um barco a deriva em alto mar, que em meio as tempestades não adianta usarmos apenas os remos que temos em nosso barco para irmos de encontro com as imensas ondas, pois a força das correntezas provavelmente serão opostas aos nossos esforços, aos nossos comandos e a nossa rota, nos impedindo por um tempo de seguirmos nosso destino. Por isso, nesse momento tão frágil pelo qual estamos passando se faz necessário nos precavermos, analisarmos as circunstâncias e suas consequências, e deixarmos nos levar pela correnteza da coerência, pois essa é a melhor estratégia perante algumas situações de riscos, e é uma tática sábia de sobrevivência. Lutar contra a maré desprotegido  e desinformado é desperdiçar forças, pois sob algumas circunstâncias é necessário pararmos todas as tentativas e esperarmos calmamente pelo tempo mais favorável para retomarmos ao controle do nosso barco, porque não há vendaval nem tempestades que durem para sempre. 

A palavra para hoje é PRUDÊNCIA.

(Mariana Helena de Jesus)@marianahelenadejesuswww.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Powered by WPeMatico

%d blogueiros gostam disto: