[ad_1]

1acNão são apenas as manifestações da natureza que determinam as condições de uma “tempestade”, com fortes chuvas, vendavais, raios e trovões, ocasionando aqueles “dias frios” de um inverno intenso, pois muitas vezes os “dias” nos parece “frios” por causa das “tempestades” que estão ocorrendo em nossa vida, em nosso cotidiano, pela falta de inspiração e de ânimo em nosso íntimo, os “dias frios” se revelam em nossa vida através das “tempestades” conflituosas, pelos ventos contrários que nos arrasta para inúmeras dificuldades, pelos raios que nos atinge em forma de desafios, e dos trovões que nos estremece, através das adversidades que nos surpreende de maneira imprevista e indesejável. Muitas vezes em meio aos nossos problemas e limitações, a sensação que nutrimos é de que o nosso contexto encontra-se sombrio, como um céu escuro carregado de chuva em dias de inverno, todavia, esses dias tempestuosos que ocorrem “dentro” e “fora” da gente, podem passar de um jeito menos pesado do que são, se não nos permitirmos recuar diante dos percalços que nos atormenta e nos preocupa. Somos um poço de emoções contínuas, por vezes podemos absorver a negatividade das circunstâncias e nos enfraquecermos, desmotivarmos, entristecermos, ou nos assustarmos perante tantos obstáculos e turbulências, mas também somos “reagentes”, e podemos virar o jogo a qualquer momento, podemos nos “reposicionar” diante das situações e circunstâncias, podemos “alterar” os resultados desfavoráveis, “buscar” novas respostas, e “encontrar” as soluções para os nossos dilemas. Nossos “dias frios” não duram o mesmo tempo de um inverno, eles permanecem até quando a gente “decide” fazer o sol aparecer e brilhar novamente.
A palavra para hoje é DETERMINAÇÃO.

Enviado por:Redator

[ad_2]

Fonte: Bezerros Hoje / Clique aqui e veja essa e outras notícias.

%d blogueiros gostam disto: