[ad_1]

SAM_4621Desde que um grande número de bezerrenses foi acometido pelas enfermidades causadas através da picada da fêmea do mosquito aedes aegypti , a Secretaria Municipal de Saúde de Bezerros, intensificou amplamente suas ações como forma de amenizar as sequelas causadas pela infestação. Além das já costumeiras ações a secretaria criou um posto de apoio da Unidade Mista de São José (UMSJ), no antigo prédio da Farmácia Popular, no centro da cidade. Denominado de Posto Aedes Zero, o ambiente desafogou significativamente a super lotação  na UMSJ, no período de 07.00 as 15.00 de segunda a sexta feira, horário e dias de atendimento do posto.

O posto dispõe de dois consultórios  médicos, ampla sala de espera com TV, banheiros, cadeiras de rodas e rampa de acessibilidade para os pacientes que apresentam suspeitas   de terem sido contaminados com as arboviroses transmitidas  pelo mosquito: dengue, zika e chikungnya. Diariamente dois médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, administrativos e auxiliares de serviços  trabalham no Aedes Zero, que já recebeu mais de 400 pacientes, uma média de 45 diariamente, uns vindos da unidade mista e outros diretamente de suas residências.  Ao chegarem ao posto, os pacientes  passam pela ficha de cadastro, aferição de pressão, teste de HGT, triagem e finalmente consultas médicas, onde são devidamente avaliados.

[ad_2]

Fonte: Bezerros Agora / Clique aqui e veja essa e outras notícias.

%d blogueiros gostam disto: