[ad_1]

Hugo Leandro - Educador Físico

Hugo Leandro – Educador Físico

São vários os estudos que atestam a importância do exercício físico regular  e bem orientado para prevenção e tratamento de várias doenças e, é claro, na melhora da qualidade de vida. Então, como iniciar um programa de exercícios físicos?

Para evitar lesões, as pessoas engajadas em aumentar o nível de atividade física devem começar devagar e gradualmente construir a quantidade desejada, para dar ao corpo tempo de se adaptar. Pessoas com problemas de doenças crônicas — como doença cardíaca, diabetes ou obesidade — ou que têm grande risco dedesenvolver esses problemas, devem antes consultar um médico para começar programa de exercícios físicos. Ainda, homens com mais de 40 anos e mulheres de mais de 50 que planejam realizar atividade física vigorosa devem primeiro consultar um médico para certificarem-se que não têm doença cardíaca ou outro problema de saúde.

Algumas precauções:

  1. Procure um médico para fazer os exames necessários para saber se está apto. É a partir dessa avaliação que a pessoa fica liberada ou não para as práticas esportivas.
  2. Se liberado pelo médico, procure um profissional de educação física para desenvolver um programa indicado às suas necessidades
  3. Procure profissionais que ofereçam estratégias personalizadas para atingir os resultados desejados, sem seguir modismos.
  4. É importante optar por atividades que combinem com necessidades físicas, como possíveis problemas musculares e de postura, estilo de vida e a rotina do novo aluno: se trabalha em pé ou sentado, se tem algum hobby, se é uma pessoa estressada.
  5. Mesmo com autorização médica, devem ser feitos testes para avaliação do condicionamento físico na parte cardiovascular, neuromuscular e flexibilidade.
  6. Não tente forçar a realização de exercícios. Muitas vezes, o aluno acredita que ele precisa se adequar aos exercícios e equipamentos da academia, mas é exatamente o contrário. É preciso adequar os exercícios e equipamentos às necessidades particulares de cada um, respeitando os seus limites sempre, para que a atividade física seja prazerosa, traga resultados e não danos.
  7. É sempre melhor começar devagar. Cada um tem que saber respeitar o período de adaptação e o próprio limite do seu corpo para, futuramente, ter um melhor resultado e atingir o objetivo proposto com saúde e segurança. Se as pessoas se esforçarem muito no começo, vão acabar sofrendo lesões, o que resultará no distanciamento da academia e na suspensão da atividade.
  8. O começo das atividades pode ter como objetivo a correção de pequenos problemas de postura, alongamento e flexibilidade. Corrigindo isso, é possível iniciar um trabalho mais voltado para a conquista do objetivo de cada aluno.
  9. Se a intenção é perder peso, o ideal é um treino de alto gasto calórico. Para quem quer ganhar músculo, o ideal é um treino voltado para a hipertrofia muscular, fazendo séries de exercícios com cargas mais pesadas. É importante sempre mudar a intensidade dos exercícios para o corpo não se acostumar e, assim, responder de uma forma mais rápida.
  10. Independente do objetivo, uma alimentação balanceada é imprescindível para alcançar os objetivos. Procure sempre um nutricionista para a prescrição da dieta.

[ad_2]

Fonte: Bezerros Agora / Clique aqui e veja essa e outras notícias.

%d blogueiros gostam disto: