[ad_1]

8baf0548-f43a-4488-80f6-33e2b2dc11b1

Veículos da Fiat utilizam ruas de Bezerros e a estrada de Serra Negra para testes

A Fiat está desfilando com seus novos lançamentos pelas vias urbanas e ruais de Bezerros.  Os veículos cobertos são, na verdade, modelos de testes chamados de mulas pelos fabricantes. Eles se tornaram comuns em nossa região depois da instalação da Jeep em Goiana, Zona da Mata de Pernambuco, porque a montadora intensificou os experimentos em automóveis.

Se elas são novidade para os pernambucanos, já são bem conhecidas em outros Países e Estados brasileiros que possuem fábricas de automóveis. As montadoras vestem os carros com essas capas para esconder da concorrência suas invenções que podem ser motores, carroceria e equipamentos. “É importante saber que nem tudo o que está embaixo da camuflagem é verdadeiramente do novo carro”, diz uma fonte da indústria automotiva.

Os automóveis vestidos com a capa preta indicam que eles estão numa fase inicial. Os camuflados com adesivos xadrez mostram um modelo mais próximo da realidade. E quando a gente vê um comboio na rua a equipe está analisando simultaneamente componentes diferentes: um estuda a suspensão; o segundo avaliando o câmbio, motor e o terceiro pode checar a aerodinâmica, tipo de pneu mais adequado e por aí vai. Um fabricante produz uma média de 20 unidades. Cada departamento da fábrica tem o seu modelo para brincar e gerar relatórios, claro. Como são muito caros, precisam rodar o máximo possível para justificar o investimento para a companhia. Não param. São levados ao extremo por engenheiros e pilotos treinados. Os testes incluem ainda simulações em laboratórios e a prova das ruas. Antes de irem para a linha de produção, os carros precisam rodar até 1 milhão de quilômetros em diversos tipos de terrenos que pode passar do Sertão Nordestino até os lagos congelados no Polo Norte. E para quem acha arriscado a montadora rodar com carro de um R$ 1 milhão 24 horas a resposta é que não existe a preocupação de roubo. Muitas peças são experimentais e não têm valor no mercado paralelo.

Com informações também do NE10

Enviado por:Redator

[ad_2]

Fonte: Bezerros Hoje / Clique aqui e veja essa e outras notícias.

%d blogueiros gostam disto: