Da Assessoria de imprensa

Em coletiva de imprensa realizada durante a manhã desta segunda-feira (9) no Gabinete da Prefeitura de Bezerros, o prefeito Breno Borba, o diretor-médico da Unidade Mista São José (UMSJ), Dr. Sidney Ribeiro, a secretária de Saúde, Luciana Lamour, a diretora-administrativa
da UMSJ, Clemilda Lira, e o médico e ex-prefeito de Bezerros, Dr. Marcone Borba, falaram sobre o incidente que aconteceu no último sábado (7) no prédio da Unidade Mista, aonde uma parte do gesso do prédio cedeu,
felizmente sem deixar ninguém ferido.

Por precaução, imediatamente foram transferidos todos os equipamentos do local para o prédio da UPA Bezerros, que agora passa a atender toda a população da cidade e região. “Tudo foi feito muito rápido, e após
uma força-tarefa de funcionários e voluntários, em menos de 24 horas, já estávamos funcionando normalmente na UPA”, frisou a secretária Luciana. O espaço, inclusive, trouxe mais conforto e qualidade para os usuários. “Agora, temos novas salas, um leito de
isolamento, uma sala de pediatria, ampliação e modernização da sala vermelha, com mais dois leitos, telemedicina com laudos de eletros, climatização de todo o ambiente, entre outros benefícios”, lembrou o Dr. Sidney.

O prefeito Breno Borba pediu desculpas à população pelos transtornos e se disse bastante aliviado pelo fato do ocorrido não ter machucado ninguém. “Graças a Deus, o espaço que cedeu é pequeno e não houve feridos.
Agradeço mais uma vez a toda a equipe da Unidade Mista, pelo empenho em agir imediatamente, e também à equipe do Hospital Jesus Pequenino, que recebeu todos os pacientes da UMSJ durante a noite do ocorrido. Agora, vamos em busca de recursos para reformar o
prédio histórico da Unidade Mista, que é referência na saúde de Bezerros e região. Porém, enquanto isso, a população pode ficar tranquila, pois a UPA está atendendo perfeitamente e realizando lá todos os serviços”, afirmou o prefeito.

O Dr. Marcone Borba falou sobre as cirurgias realizadas na Unidade Mista que, segundo ele, também não serão prejudicadas. “Estamos analisando a melhor forma para prosseguir com as cirurgias agendadas sem causar
qualquer dano aos pacientes”, garantiu.

Powered by WPeMatico

%d blogueiros gostam disto: