[ad_1]

Por Sérgio Leão

Por Sérgio Leão

Já é sabido que o grande arquiteto Niemeyer, decepcionou-se com a corja que povoa o Distrito Federal, a sua grande e inabalável obra arquitetônica, Brasília, construída de maneira programada, de onde saem todas as decisões políticas importantes do país e, onde além da corte presidencial, também está localizado o Congresso Nacional (câmara e senado), com 513 parlamentares (deputados) e mais 81 senadores. São exatos 589 políticos (as) muitos deles eleitos sucessivamente pelos que fazem a nação de Zumbi, Tiradentes, Frei Caneca e outros heróis desta história, que se transformou em uma grande orgia, com quadrilheiros acusando quadrilheiros, justiça acusando e defendendo de maneira lenta, policiais encontrando obstáculos para realizar seu trabalho e parte do povo dividido nas ruas se engalfinhando por uma causa que a maioria nem sabe o que realmente é.

Mesmo sendo uma república, há monarcas eleitos pelo povo mais carente como pais da pobreza, que na Corte da Alvorada, usam e abusam de regalias inalcançáveis a população, que nunca terá oportunidade de chegar nem perto das benesses usadas pela mãe dos pobres e seus súditos e súditas, feitos ministro (as), todos participantes da quadrilha formada pelo pai dos pobrezinhos, outro que se farta em farras imensuráveis, absolutamente impensáveis as mentes dos coitadinhos que só fazem mesmo roer os ossinhos das sobras dos impostos que nós pagamos.  Um pouco mais adiante fica o tal congresso, onde a outra quadrilha, despudorada na mesma intensidade da corte, acusa dos mesmos crimes que eles cometem, a rainha dos oprimidos brazukas, de irresponsabilidade fiscal e pedem a sua cabeça, manietada pelo seu criador Luiz Inácio, flagrado em várias situações telefônicas desmoralizando com palavras do mais baixo nível, como o dele,  os poderes deste país.

No domingo, dia 17 de abril o mundo assistiu estarrecido a uma verdadeira anarquia, em uma casa suntuosa, onde os 513 parlamentares (deputados), protagonizaram uma comédia asquerosa, com um ditador exaltando a tortura, um gay cuspindo na cara do ditador, um gangster comandando a comédia, pastores evangélicos julgando o Santo nome em vão, mulheres votando pelos seus machos bandidos, outro querendo aparecer levando um filho adolescente pra votar por ele, um palhaço que diria não dizendo sim, e assim por diante. Ao mesmo tempo do lado de fora um muro separatista, encobrindo a separação dos coxinhas e petralhas (é assim que eles se tratam), os verdadeiros bobos desta corte, e em várias cidades do país desocupados aproveitando-se da situação patética, para destilarem suas frustrações, ignorando que a  parte pensante do povo brasileiro o que  quer mesmo é a destituição da rainha da corte, a exoneração dos seus súditos , a prisão do chefe e a destituição e prisão dos quadrilheiros acusadores. Entretanto é lá na rabeta da história,e fora da corte suntuosa, onde  ficam os milhões de bobos, sendo que  a grande maioria não consegue nem respirar, pois não têm saúde, educação, segurança nem moradias dignas, serviços públicos básicos que todos deviam ter direito.

 

[ad_2]

Fonte: Bezerros Agora / Clique aqui e veja essa e outras notícias.

%d blogueiros gostam disto: