[ad_1]

axcMuitas vezes por já termos os nossos próprios problemas, “ficamos no muro” de nossa comodidade, olhando as pessoas ao nosso redor, enroscadas em seus problemas, sufocadas em suas aflições, entristecidas ou desmotivadas por seus pesados dias, exaustas por suas árduas missões, e pelas impossibilidades que lhes acorrentam perante seus objetivos. Quanto de nós, tantas vezes o máximo que nos estendemos diante dessas pessoas e desses contextos, é apenas dizer que sentimos muito, e simplesmente nos demonstramos compadecidos com suas respectivas situações, por acharmos que já fizemos o nosso “máximo”, e que nada mais podemos fazer. Erramos! E erramos vergonhosamente, não apenas diante delas, mas diante de Deus, porque Ele sabe exatamente dos nossos limites, e de nossas extensões, sabe até onde ainda podemos ir, e quanto “sim” podemos dar. Muitas vezes se não temos como ajudar uma pessoa materialmente e financeiramente, podemos lhe ajudar com um abraço ou com uma palavra de conforto, podemos não ter como solucionar o problema dela, mas podemos parar para ouvir as suas lamentações, podemos não ter a alegria para sarar suas tristezas, mas temos muitos sorrisos para lhe dar, podemos não ter como curar suas dores ou enfermidades, mas podemos tentar motivá-la a não desistir, e lhe fazer acreditar em dias melhores. A gente pode não ter como resgatar alguém do abismo no fundo do poço, mas temos como parar uns instantes e orar para que ela se levante, podemos não conseguir fazer ela sorrir diante das dificuldades, mas podemos ajudar a enxugar suas lágrimas, então, olhando nossas “extensões” por esse ângulo, ainda podemos fazer “muito” pelas pessoas, podemos fazer tanto “bem” com tão pouco esforço, e até fazer muitas coisas que nem precisam de “dinheiro” para serem executadas. Podemos fazer a “diferença”, e “transformar” o dia de alguém com simples atitudes e pequenos detalhes. Sorriso, abraços, mão estendida, atenção, carinho, palavras, oração, tudo isso temos sobrando na essência de nossa generosidade, e pode se “multiplicar” ainda mais, quanto mais a gente possa “dar” e “partilhar”.
A palavra para hoje é DOAÇÃO.

Enviado por:Redator

[ad_2]

Fonte: Bezerros Hoje / Clique aqui e veja essa e outras notícias.

%d blogueiros gostam disto: