Nos tempos hodiernos, devido à falta de informações, é possível perceber um forte preconceito em relação ao profissional de Psicologia, bem como, em relação ao exercício de sua profissão. Muitas pessoas, julgando que psicólogo é apenas para atender quem está doente – chegando a afirmar que “psicólogo é pra doido”, dentre outras falas do gênero – deixam de cuidar da sua saúde mental, enquanto ainda estão bem, esquecendo que todos os seres humanos vivem num mundo desafiador, cheio de problemas e situações que fogem do controle de qualquer pessoa, e em decorrência disso, acabam por desenvolver transtornos das mais diversas naturezas. Portanto, ao se ver acometida de um transtorno mental/emocional, a pessoa finalmente decide procurar ajuda, seja com um psicólogo, ou psicanalista, ou ainda com um psiquiatra. Uma vez procurado o psicólogo, inicia-se o processo de psicoterapia, que é o método de tratamento utilizado por este profissional, visando a prevenção ou a cura de determinadas psicopatologias. Tal método também é eficaz no processo de autoconhecimento, na resolução de conflitos consigo ou com o outro, bem como para entender e educar os sentimentos, emoções e comportamentos. Esse tipo de tratamento se dá no setting terapêutico, que é o espaço onde a relação entre o paciente e o terapeuta (ou psicoterapeuta) acontece. Esta relação é marcada por determinados elementos: estabelecimento de vínculos afetivos entre terapeuta e paciente, confiança mútua, sigilo profissional, escuta atenta e sem julgamentos dentre outros que compõem o processo psicoterápico. Tal processo se dá de diversas maneiras, dependendo da abordagem adotada pelo profissional, bem como da demanda apresentada pelo paciente. Vale salientar que a psicoterapia é um processo de construção mútua, onde psicoterapeuta e paciente são corresponsáveis pelo desenvolvimento e sucesso do tratamento. Diante do exposto, pode-se afirmar que o processo de psicoterapia não é apenas para quem está acometido de algum transtorno, mas, principalmente para todas as pessoas que sintam a necessidade de um acompanhamento psicológico para que de uma maneira mais satisfatória e equilibrada possa entender a si mesma e ao outro e, dessa maneira, construir de maneira sólida o seu lugar no mundo em que habita. Sendo assim, o indivíduo não deve esperar ficar doente ou com problemas para procurar um psicólogo, mas, assim que lhe for possível, deverá iniciar o seu processo de psicoterapia e perceberá o quanto isso o ajudará a perceber de forma mais harmoniosa a sua existência.

Antonio Sabino da Silva
Psicólogo
CRP 02/16390

Consultório de Psicologia:
Avenida Aquílio Bernardo Vieira, nº 03 (Ao lado dos Consultórios Médicos de Bezerros)
Bairro São José – Bezerros – PE
Agendamento de Consultas: Pelo WhatsApp (81) 9 9428 2563
Instagram: @psicosabino
E-mail: antoniosabinopsi@hotmail.com
Site: www.psicoantoniosabino.com.br

Powered by WPeMatico

%d blogueiros gostam disto: