o vereador Nivaldo voltou a falar do orçamento da educação de Bezerros em reunião na Câmara Municipal, segundo ele é necessário enfrentar a atual situação vivenciada pelo município em relação ao déficit mensal de 700 mil na educação. Para ele é necessário rever as gratificações e aulas excedentes existentes, “vai ter corte infelizmente” falou Nivaldo  que também abordou a questão do piso 2019 “É direito” mas o sindicato tem ciência em reuniões realizadas que foi decidido não repassar por motivos de planejamento orçamentário e não interferência direta nas gratificações. Ao falar que lhe preocupa muito que professores não consigam interpretar suas colocações, Nivaldo lembrou que defendeu o FUNDEF, o PCC e que tem história com a educação. Por fim apresentou dados que o salário médio dos professores é de R$ 5.700,00 em Bezerros ma afirmou que sabe que não são todos que recebem próximo disso, “vamos resolver sem mimimi”  pediu o vereador dizendo ser necessário transparência e verdade na solução do problema.

Powered by WPeMatico

%d blogueiros gostam disto: