NÃO ESPEREMOS DOS OUTROS O QUE ELES NÃO PODEM NOS DAR

[ad_1]

Às vezes muitas das nossas frustrações acontecem por nossa própria culpa, porque colocamos muitas expectativas em outras pessoas. Erramos quando deixamos que nossa felicidade ou algum projeto nosso dependa unicamente da ação ou da presença do outro. Cada ser humano é um universo diferente, e por assim ser, cada um tem seu jeito peculiar de lidar com o mundo, com as coisas, e com as pessoas, dentro de suas extensões e limitações. Erramos também, e consequentemente sofremos, quando esperamos que os outros tenham as mesmas atitudes ou sentimentos que nós teríamos com relação a eles ou mediante uma situação. Então, perante contextos em que estamos esperando um reconhecimento, aguardando alguns resultados, ou tentando resolver algum dilema, apostemos mais em nós mesmos, coloquemos mais credibilidade em nossos próprios esforços, tenhamos mais resignação diante de nossa fé, valorizemos nossas virtudes e competências, mas não deixemos em momento algum que a ausência, a indiferença, ou ingratidão de algumas pessoas nos provoque sentimentos de decepção, de frustração, e de revolta. Compreendamos que nem todas as pessoas podem nos retribuir ou doar-se proporcionalmente como nós faríamos por elas, e portanto, não podemos deixar que o nosso bem-estar e felicidade dependam diretamente da ação alheia, como se não fossemos capazes de sermos felizes sozinhos, e nem aptos a realizar qualquer coisa com os nossos próprios méritos. Reconheçamos sempre o nosso potencial e o nosso valor como a pessoa que somos.
A palavra para hoje é VALORIZAR-SE!

Share



[ad_2]

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp