Esses dias caminhando nas ruas de nossa cidade, avistei um cartaz que dizia assim: “As rezas estão canceladas, por causa da pandemia. Voltaremos em breve”. Então, resolvi trazer como protagonistas da pauta desta semana, aquelas mulheres que estão por aí, espalhadas em cantos de quintais floridos, curando as feridas que o/a homem/mulher não consegue lidar. Quem nunca procurou essas mulheres que espalham pelo ar o cheiro de folhas e ervas? A sabedoria de todas erveiras, curandeiras, rezadeiras, benzedeiras, mães e avós. Mulheres que doam os aprendizados da sabedoria adquirida com suas ancestrais em forma de chá, ditado, prece, banhos, rezas e que merecem ser lembradas, pois cotidianamente nos ajudam a equilibrar nossos corpos físico, mental, emocional e espiritual, eliminando dores, confusões, medos, tristezas e até depressões. Nossa cidade é muito rica culturalmente, quem visitar as comunidades sempre terá o prazer de encontrar uma delas. E não se admire se escutar: Você aceita uma reza? Aproveite, sinta a energia do ramo espalhando a cura por todo o seu corpo, transformando escuridão em luz, medo em esperança e transmutando toda inquietação em criatividade. Salve! Salve! Rezadeiras! Gratidão por toda reza e benzeção, que doam de coração. Obrigada por sempre convocar a dor a se retirar e o amor entrar. É tempo de reanimar o coração, de fazer oração sempre que precisar, e ter fé. É muito bom sentir o cheirinho de arruda no ar, que ele alcance sempre todas as mulheres guerreiras e de luta! Vocês tem o dom de acessar os mistérios da natureza, permaneçam firmes em seus esforços. Rezadeiras bezerrenses vocês são muito importantes e merecedoras de todo afeto e carinho! Vamos honrar todas as mulheres presentes na nossa ancestralidade, pois todas elas correm hoje em nossas veias. Que Lugar Você Ocupa Nessa Luta? MULHERES! Michelle Silvestre – Mulheres em Pauta – 81 99457-7862.

Powered by WPeMatico

%d blogueiros gostam disto: