[ad_1]

a02Sabe quanto “pesa” uma mágoa guardada no coração? O suficiente para doer e durar uma vida inteira, uma vida de amargas lembranças, de rancores revividos constantemente, e de tempo desperdiçado. Sabe  quanto “dói” uma palavra ou uma atitude que nos fere na alma e no coração? Dói o tempo que a gente permita doer. Cotidianamente diante das relações sociais, profissionais, familiares e amorosas, estamos frequentemente expostos a inúmeras possibilidades de nos magoamos, de nos decepcionarmos, e de nos ferirmos, assim como, também podemos cometer os mesmos atos com outras pessoas. Em um momento de discordância, discussões preocupações, ou de desespero, qualquer ser humano pode “perder o controle”, e dizer ou fazer coisas das quais se arrependa depois, ou talvez por orgulho, não queira jamais admitir sua falha. A verdade é que algumas circunstâncias ou atitudes impensadas se tornam “dolorosas” tanto para quem fez, como para quem recebeu a ação, porém, a vida é um caminho “incógnito”, não sabemos quando vamos encontrar com alguém de uma próxima vez, ou pela “última vez”, por isso, é aconselhável não cultivar rancores no coração, não ter medo ou vergonha de desculpar-se com quem já ferimos,  e nem ter receio de ser indulgente com aqueles que nos feriram. A gente não se diminuí quando desculpa-se com o outro, ou quando aceita suas desculpas, mas se agiganta de uma “leveza espiritual” quando deixa os erros e as mágoas para trás, uma sensação restauradora, como se estivéssemos recebendo um abraço de Deus.

A palavra para hoje é PERDÃO.


(Mariana Helena de Jesus)
www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

3

Enviado por:Redator

[ad_2]

Fonte: Bezerros Hoje / Clique aqui e veja essa e outras notícias.

%d blogueiros gostam disto: