O vereador e presidente da Câmara de Vereadores, Gabeira (PP), foi à tribuna da Câmara nesta terça-feira (29) refultar insinuações de que seria oportunista político. A acusação partiu do ex-prefeito Marcone Borba, pai do prefeito Breno Borba, que em entrevista à FM 104 falou sobre as denúncias ( sem citá-lo) de obras de creche abandonadas e de remédios vencidos com críticas a gestão municipal. Segundo o ex-prefeito, ambas as situações advém ainda da gestão Branquinho quando o vereador era líder do governo no legislativo.

Gabeira destacou que mesmo líder do governo Branquinho sempre manteve independência política. Em uma das situações lembrou ter contrariado o prefeito ao se posicionar contrário a proposta de pagar diferenciado a hora/aula ao professor de contrato. Em outra situação, disse ter comprado a briga para o uso do paredão de som no carnaval garantindo o corredor dos paredões. Sobre as denúncias, explicou que as obras da creche, além de paradas estão abandonadas, sem tapumes, e que são de responsabilidades do município que também investiu recursos. No caso dos remédios, disse ter ido a Secretaria de Saúde averiguar a campanha antirrábica quando se deparou com os medicamentos vencidos. O vereador destacou a sua independência política quando também saiu candidato a deputado estadual sem o apoio do grupo político governista e devolveu a pecha de oportunista ao grupo político do ex-prefeito, “que, segundo ele, voltou ao poder graças a bondade do prefeito Branquinho ao renunciar”, finalizou.

O prefeito Breno Borba (PSB) assumiu a gestão definitivamente há seis meses após a renúncia de Branquinho, também do PSB. É candidato a reeleição tendo hoje como principal oponente o presidente da Câmara de Vereadores, o Gabeira (PP).

Powered by WPeMatico

%d blogueiros gostam disto: