O governo federal está criando fatos positivos neste fim de ano e deu indícios de que será pela economia que eles virão. Há algum tempo, Jair Bolsonaro tem apostado em medidas para liberar o máximo de dinheiro possível para que os consumidores possam comemorar os feriados de dezembro em situação confortável, e para que o varejo tenha o melhor desempenho – principalmente no Natal – desde 2013.

Até o final deste ano, o governo acredita ser possível injetar mais de R$ 20 bilhões no bolso dos brasileiros. Boa parte desses recursos deve ser garantida pelos saques de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), que já movimentou R$15,6 bilhões desde julho.

Bolsonaro vai instituir, para os 13,5 milhões de beneficiários do Programa Bolsa Família, o Pagamento de um “13º salário” – neste mês, cada família receberá o dobro do valor a que tem direito -, o que pode movimentar R$ 2,58 bilhões. Em Pernambuco, o Governador Paulo Câmara (PSB) diz “ser o criador” desse projeto, se de fato for “o criador” deverá pagar outra taxa extra para os beneficiários do bolsa família de Pernambuco, ao qual o pagamento deve ocorrer no começo de 2020. Caso contrário, saberemos que é mais uma “farsa” do Governo Paulo Câmara (PSB) que sempre usa situações como essa para ser visto como “bonzinho”. Fiquemos de olho e lembremos que os cidadãos que recebem o bolsa família terão direito a dois pagamentos: um do governo federal ( dezembro 2019) e outro do governo estadual (janeiro 2020). Um já foi pago, vamos esperar e ver se o outro também será.

Há, ainda, a medida provisória da Carteira Verde e Amarela, formulada para incentivar a contratação de jovens entre 18 e 29 anos. Com o programa, o Ministério da Economia espera gerar 1,8 milhão de vagas nos próximos três anos. A previsão da pasta é atender a pelo menos 4 milhões de pessoas, entre 2020 e 2022.

Powered by WPeMatico

%d blogueiros gostam disto: