As obras de saneamento da Compesa, que estão sendo tocadas no munícipio pela Scave, vem sendo motivo de reclamações por parte dos moradores da cidade. As queixas vão do pavimento danificado às interdições não sinalizadas devidamente. Donos de bancos de feira esbolsaram preocupação quanto o avanço das obras que devem passar na região. Em contato com redação, um grupo deles demontrou descontentamento e prometeram chamar a atenção da Prefeitura para intervir. Eles acreditam que as obras podem seguir por outro lugar evitando os transtornos e o prejuízo.

Com as obras de esgotamento sanitário no município, a expectativa é de que quando concluída, os moradores tenham uma qualidade de vida melhor, e que ela contribua de forma direta com a recuperação e despoluição da bacia hidrográfica do Rio Ipojuca. 44 milhões são os investimentos nessa primeira etapa, que corresponde a 35% do saneamento da cidade.

Powered by WPeMatico

%d blogueiros gostam disto: