Pagamento da 2º parcela do auxílio de R$ 600 começa nesta segunda (18)

A Caixa Econômica Federal inicia, nesta segunda-feira (18), a disponibilização da segunda parcela do Auxílio Emergencial do Governo Federal do Brasil para todos aqueles que receberam a primeira parcela até 30 de abril.

Esta segunda etapa será realizada de acordo com calendário publicado na sexta-feira (15), pelo Ministério da Cidadania.

Novos locais passam a emitir carteira de identidade para saque do auxílio de R$ 600

As datas foram definidas de modo a aprimorar o pagamento e evitar concentração nos meios digitais e aglomerações nos pontos de atendimento. O calendário traz escalonamento para os grupos de beneficiários – elegíveis do Bolsa Família, CadÚnico e inscritos pelo app/site –, bem como para antecipação do crédito para movimentação digital e para saque em espécie conforme mês de nascimento.

Pagamentos do Bolsa Família

Os beneficiários do Bolsa Família elegíveis para receber o auxílio de R$ 600 poderão sacar em espécie, da mesma forma do benefício regular, conforme o número final do Número de Identificação Social (NIS). O calendário para este público já inicia nesta segunda-feira (18) conforme quadro a seguir:

  • 18 de maio (segunda-feira): NIS 1
  • 19 de maio (terça-feira): NIS 2
  • 20 de maio (quarta-feira): NIS 3
  • 21 de maio (quinta-feira): NIS 4
  • 22 de maio (sexta-feira): NIS 5
  • 25 de maio (segunda-feira): NIS 6
  • 26 de maio (terça-feira): NIS 7
  • 27 de maio (quarta-feira): NIS 8
  • 28 de maio (quinta-feira): NIS 9
  • 29 de maio (sexta-feira): NIS 0

Antecipação do crédito para uso digital

Para quem recebe o auxílio pela Poupança Social Digital a Caixa Econômica irá antecipar o crédito da segunda parcela para compras com o cartão de débito virtual e o pagamento de boletos e concessionárias.

O cliente que recebeu a primeira parcela pela conta poupança da Caixa ou por outro banco, terá aberta nesta segunda etapa, gratuitamente, uma Poupança Social Digital e movimentará os recursos por meio do CAIXA Tem. Segue o calendário para uso digital dos recursos:

  • 20 de maio (quarta-feira): Nascidos em janeiro e fevereiro
  • 21 de maio (quinta-feira): Nascidos em março e abril
  • 22 de maio (sexta-feira): Nascidos em maio e junho
  • 23 de maio (sábado): Nascidos em julho e agosto
  • 25 de maio (segunda-feira): Nascidos em setembro e outubro
  • 26 de maio (terça-feira): Nascidos em novembro e dezembro

A prioridade do banco ainda é manter o atendimento digital. Dessa forma, reforça a orientação para que os recursos do auxílio sejam movimentados por meio do CAIXA Tem a fim de evitar filas e aglomerações.

Cartão de débito virtual

O beneficiário que recebe pela Poupança Social Digital pode emitir o cartão de débito virtual para compras pela internet em sites e aplicativos que aceitam débito. A emissão do cartão é gratuita e a compra é debitada diretamente da conta, sem precisar sair de casa.

Para gerar o cartão basta acessar o aplicativo CAIXA Tem e selecionar a opção Cartão de Débito Virtual, logo na tela inicial. Com mais dois passos o app envia a imagem do cartão com os dados para o usuário utilizar na internet.

Para usar o Cartão de Débito Virtual basta informar os dados informados pelo aplicativo nos sites e aplicativos que aceitam débito. As compras são seguras porque para cada transação é gerado um código de segurança, enquanto nos cartões normais o número é sempre o mesmo. Para as compras recorrentes, o número é salvo e não é preciso gerar um código a cada compra.

Saque em espécie da poupança digital

Os que recebem o crédito pela Poupança Social Digital e optarem por sacar o benefício em espécie deverão seguir o calendário escalonado por mês de aniversário. Nas datas indicadas, eventual saldo existente será transferido automaticamente para a conta em que o beneficiário recebeu a primeira parcela, sendo poupança Caixa ou conta em outro banco.

  • 30 de maio (sábado): Nascidos em janeiro
  • 1º de junho (segunda-feira): Nascidos em fevereiro
  •  de junho (terça-feira): Nascidos em março
  • 3 de junho (quarta-feira): Nascidos em abril
  • 4 de junho (quinta-feira): Nascidos em maio
  • 5 de junho (sexta-feira): Nascidos em junho
  • 6 de junho (sábado): Nascidos em julho
  • 8 de junho (segunda-feira): Nascidos em agosto
  • 9 de junho (terça-feira): Nascidos em setembro
  • 10 de junho (quarta-feira): Nascidos em outubro
  • 12 de junho (sexta-feira): Nascidos em novembro
  • 13 de junho (sábado): Nascidos em dezembro

Caminhões-agência

A Caixa Econômica realizou parcerias com prefeituras de cerca de 1.100 cidades para a sinalização e organização das filas e instalação de impressoras para facilitar a triagem fora da agência, sempre levando em conta os cuidados necessários para evitar a transmissão da COVID-19.

Cinco caminhões-agência itinerantes também estão atendendo em localidades com maior necessidade. Confira o calendário dos próximos dias:

  • Nova Xavantina (MT) – 4 a 16 de maio
  • Viseu (PA) – 14 a 29 de maio
  • Coroatá (MA) – 18 a 22 de maio
  • Casimiro de Abreu (RJ) – 18 a 22 de maio
  • Colniza (MT) – 18 a 22 de maio
  • Bela Vista (MS) – 18 a 22 de maio

Novo lote da parcela 1

A Caixa Econômica vai creditar a parcela 1 do Auxílio Emergencial para mais 8,3 milhões de beneficiários entre os dias 19 e 29 de maio. No total, serão disponibilizados mais R$ 5,3 bilhões nas contas indicadas no momento da inscrição, conforme calendário a seguir:

  • 19 de maio (terça-feira) para nascidos em janeiro
  • 20 de maio (quarta-feira) para nascidos em fevereiro
  • 21 de maio (quinta-feira) para nascidos em março
  • 22 de maio (sexta-feira) para nascidos em abril
  • 23 de maio (sábado) para nascidos em maio, junho e julho.

O pagamento da primeira parcela continua na semana seguinte:

  • 25 de maio (segunda-feira) para nascidos em agosto
  • 26 de maio (terça-feira) para nascidos em setembro
  • 27 de maio (quarta-feira) para nascidos em outubro
  • 28 de maio (quinta-feira) para nascidos em novembro
  • 29 de maio (sexta-feira) para nascidos em dezembro.

Auxílio Emergencial em números:

Desde o dia 9 de abril, quando teve início o pagamento, cerca de 50,4 milhões de brasileiros já receberam o crédito do benefício, ou seja, um em cada três adultos. Ao todo, mais de R$ 35,8 bilhões já foram creditados (incluindo os créditos que ocorrem desta sexta para sábado).

O site auxilio.caixa.gov.br recebeu 875,6 milhões de visitas e a central exclusiva 111 registra mais de 161,8 milhões de ligações. O aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial conta com 82,8 milhões de downloads e o aplicativo CAIXA Tem, para movimentação da poupança digital, ultrapassa 89,3 milhões de downloads.

Cresce o número de bancários infectados pelo novo coronavírus em Pernambuco

O Sindicato dos Bancários de Pernambuco revelou, nesta segunda-feira (18), preocupação com o grande número de profissionais contaminados. Cerca de 300 profissionais já testaram positivo para o novo coronavírus.

De acordo com Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), a situação tende a piorar com pagamento da segunda parcela do auxílio de R$ 600, que começa nesta segunda e continua centralizado no banco.

Confirmações e suspeitas

Segundo a Apcef-PE e o Sindicato dos Bancários de Pernambuco, o Estado registra pelo menos 155 casos confirmados de trabalhadores com o covid-19. Além da Caixa (com 51 casos), estão neste levantamento os bancos Santander (com 35), Bradesco (com 32), Itaú (com 19), do Brasil/BB (com 14) e do Nordeste/BNB (com 4).

Em relação aos 116 bancários com suspeitas da doença, a Caixa lidera o balanço (com 54 casos). Na sequência, os bancos Santander (com 31 casos), Bradesco (com 16), BB (com 8), BNB (com 5) e Itaú (com 2).

Nota do Sindicato na íntegra

O Sindicato dos Bancários de Pernambuco condena a falta de medidas eficazes do governo federal para reduzir as aglomerações em unidades da Caixa Econômica, tendo em vista a chegada do pagamento da 2a parcela do auxílio emergencial. O grande volume de pessoas nas agências, e o consequente adoecimento dos empregados da Caixa, é resultado da postura irresponsável do governo federal, que deveria intensificar a descentralização do pagamento, massificar campanhas de esclarecimento sobre o benefício, e orientar melhor a população, que necessita receber o pagamento com urgência, através de parcerias com governos estaduais e municipais. Entre os seis principais bancos que atuam em Pernambuco, a Caixa apresenta o maior número de casos suspeitos e confirmados de empregados com COVID-19. Até este domingo (17), um total de 292 bancários de Pernambuco contraíram ou apresentam sintomas da Covid-19. Destes, 105 são empregados da Caixa Econômica Federal, dos quais 51 testaram positivo e 54 deles são casos suspeitos de contaminação pelo coronavírus, segundo levantamento do Sindicato dos Bancários de Pernambuco. O número pode ser ainda maior, pois, pressionados pela gestão do medo implementada no banco, empregados estão escondendo o adoecimento para evitar perder promoções internas. O Sindicato dos Bancários de Pernambuco orienta que categoria realize denúncias, com garantia do sigilo, através do whatsapp: (81) 9 7119-8585

Vitamina D é uma importante aliada do sistema imunológico

Em época de quarentena, ter contato com o sol se tornou ainda mais importante, já que essa é a principal fonte de produção de Vitamina D. Mas sem poder sair de casa, será que a exposição solar apenas da varanda ou da janela é suficiente?

De acordo com o endocrinologista Ruy Lyra, alguns minutos de contato direto com o sol aliados a uma alimentação diversificada é suficiente para manter as taxas regulares. “O contato dos raios solares com a pele aciona uma cascata de fenômenos no corpo. Dentre os principais benefícios da vitamina, um dos principais é o efeito anti-inflamatório”, explica o especialista.

Embora seja chamada de vitamina, a substância é, na verdade, um pró-hormônio, ou seja, dá origem a vários hormônios importantes para o corpo e atua no fortalecimento do sistema ósseo e muscular, porque regula a quantidade de cálcio e fósforo no organismo e aumenta a absorção desses sais minerais no intestino. Esses sais têm ainda um papel importante na contração muscular de todos os tipos de músculo, inclusive o coração. A vitamina D é fundamental também para o sistema imunológico, que tem requisitado mais reforço neste período de pandemia da Covid-19.

Pesquisadores da Universidade de Turim, na Itália, divulgaram recentemente um estudo que aponta a vitamina D como forte aliada no combate ao novo coronavírus, já que tem papel fundamental na modulação do sistema imunológico. Os primeiros resultados coletados pela pesquisa mostraram que muitos pacientes hospitalizados diagnosticados com o novo coronavírus, principalmente os mais idosos com idade acima dos 70 anos, apresentaram falta do pró-hormônio no organismo.

Produzida pelo próprio organismo, as pessoas normalmente possuem taxas regulares da vitamina, mas há três formas de adquiri-la: exposição solar, reforço na alimentação ou através de uma suplementação específica. “Apesar de ser uma vitamina de extrema importância, não é recomendado que pessoas iniciem uma suplementação de vitamina D sem indicação médica”, alerta Ruy. Segundo ele, só é necessário realizar esse reforço com composto farmacêutico quem realmente precisa. “Normalmente os idosos, obesos e diabéticos, grupos nos quais a absorção da vitamina é menor, precisam de uma atenção maior em relação às taxas. Por isso, é indicado estar sempre em acompanhamento médico, para saber quando é preciso aumentar a dose ou não.

Fulvio Rêgo Barros, 71, tem evitado sair de casa. Ele, que é médico, conta que não há indícios na aparência que demonstrem que uma pessoa está precisando reforçar a dose de vitamina D, por isso, ele faz exames periódicos para monitorar as taxas. “De três em três meses, sou avaliado pela minha endocrinologista, que verifica quando estou deficiente da vitamina ou não. Quando minhas taxas estão abaixo, ela indica a suplementação, que é individual, pensada pras minhas necessidades”, relata Fúlvio. No entanto, Fulvio destaca que não é sempre que ele precisa de suplementação. “Possuo uma alimentação balanceada, costumo comer cogumelos, que são fontes da vitamina, e sempre realizo um contato com o sol”, pontua. “Como tenho evitado sair de casa, esse contato tem sido feito na varanda de casa mesmo. Coloco as palmas da mão viradas para cima e assim absorvo a vitamina”, complementa.

Embora a exposição solar seja responsável por cerca de 80% da vitamina D adquirida pelo corpo no dia a dia, há alimentos que podem aumentar ainda mais esse valor, que é o caso de peixes gordurosos, óleos de fígado e cogumelos. Leite, ovos e fígado bovino também têm a vitamina, mas em menor quantidade. O doutor Ruy Lyra reforça que, embora seja fácil de absorver a vitamina, é importante sempre estar monitorando as taxas. “Não custa estar em dia com a consulta médica. Na maioria dos casos, as pessoas conseguem estar na normalidade, mas é sempre bom acompanhar de perto”, finalizou.

 

PE tem 73% dos novos leitos de UTI para Covid-19 ocupados

Pernambuco completa nesta segunda-feira (6) um mês desde os primeiros casos notificados da Covid-19 no Estado. Trata-se de um casal de idosos que visitou a Itália um período antes de manifestar os sintomas da doença provocada pelo novo coronavírus. Foi através deles também o primeiro caso de transmissão local registrado, uma senhora de 97 anos, mãe da mulher infectada.

De lá para cá, medidas de isolamento social foram tomadas e o cenário atual é de 223 casos confirmados da doença, dos quais 25 estão curados e 30 evoluíram para óbitos. São 168 casos ativos, sendo 101 pacientes em isolamento domiciliar e 63 internados – 23 em leitos de terapia intensiva e 44 em enfermaria.

Leia também:
Brasil registra 553 mortes e 12.056 casos do novo coronavírus
Pernambuco se aproxima de aceleração descontrolada da Covid-19
Saiba quais são os bairros com mais casos da Covid-19 no Recife
Máscaras artesanais servem como uma barreira física contra o novo coronavírus
Pernambuco tem 51 profissionais de saúde com coronavírus

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) disse que, no momento, 73% dos novos leitos de UTI equipados para o tratamento da Covid-19 estão ocupados. Os leitos de enfermaria têm 57% de ocupação. Os novos leitos regulados especialmente para o tratamento de infectados pelo novo coronavírus estão distribuídos em diversos municípios, mas a maioria se encontra no Recife, que está abrindo leitos temporários em estruturas anexas a clínicas e hospitais já existentes.

“Estamos completando 30 dias do internamento dos primeiros casos aqui. Da confirmação desses primeiros casos (12 de março) até as medidas (de isolamento) foram apenas cinco dias. Então isso tem um impacto na contenção do número de casos graves”, analisou o chefe de infectologia do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), Demetrius Montenegro.

As primeiras intervenções no Estado foram a suspensão das aulas nas escolas e universidades públicas e privadas, no dia 18 de março. Três dias depois foi a vez de o comércio que não seja considerado essencial fechar as portas. Enquanto isso, o Estado corre contra o tempo para habilitar mais leitos. Entre eles no Hospital Alfa, em Boa Viagem, e na maternidade Brites de Albuquerque, em Olinda, que passam por intervenções parar servir exclusivamente ao enfrentamento da Covid-19.

“Algumas pessoas falam: ‘Poxa, será que 15 dias fazem diferença? Retardar essa curva é tão importante?’. Sim. Se não tivesse havido medidas, estaríamos vivendo já a aceleração descontrolada sem a oportunidade de abrir leitos novos. Estamos em uma luta incessante para contratar profissionais, conseguir equipamentos, materiais. Isso significa simplesmente salvar vidas, que, do contrário, perderiam a chance de se recuperar por falta de leito. Se todo mundo tiver a doença ao mesmo tempo, muito mais gente vai precisar de leito de UTI e não vai ter”, explicou o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia.