Você quer vender pela internet?

5 MOTIVOS PARA CRIAR A SUA LOJA VIRTUAL

1) BAIXO INVESTIMENTO

Ter um ponto fixo de venda é caro, não é verdade? Parte do que você ganha com as vendas precisa usar para pagar aluguel, IPTU e contas de água, por exemplo.

Ao transformar a sua loja física em uma loja virtual, você elimina esses custos.

E para criar e gerenciar a sua loja virtual, o investimento é muito pequeno. Vai depender da quantidade de produtos que você vai colocar à venda. E também da plataforma de e-commerce que você usar para começar a sua atividade.

Existe ainda a possibilidade de começar pequeno e ir investindo conforme as vendas aumentarem.

2) FUNCIONAMENTO 24H

Uma loja virtual não tem horário de funcionamento. Se o seu cliente quiser o seu produto às 2h da manhã, ele tem essa possibilidade. Por isso você, provavelmente, vai vender mais!

3) GRANDE ALCANCE

Uma loja virtual é uma vitrine para clientes de todo o país. Você pode investir em divulgação e alcançar seu público em diferentes localidades.

Mas neste caso, esteja atento às condições de frete que vai oferecer para os seus clientes. Falaremos mais sobre isso ainda neste texto!

4) HORÁRIO FLEXÍVEL

Abrindo uma loja virtual, você mesmo faz o seu horário. E não precisa, necessariamente, trabalhar em horário comercial.

Mas procure se organizar e buscar ferramentas para se manter em contato com os consumidores da sua loja. É importante responder dúvidas com rapidez.

5) CRESCIMENTO DO E-COMMERCE

De acordo com dados da E-bit/Nielsen, em 2019, o comércio eletrônico cresceu 16,3% no Brasil.

Já a procura por lojas físicas diminuiu. Teve queda de 3%, segundo relatório da Seed Digital.

Especialistas afirmam que esses números se devem ao aumento da confiança do consumidor no comércio eletrônico e ao consumo de bens digitais, como músicas e e-books.

Está com dúvida? Fale conosco, clique aqui!

No 1º dia de quarentena mais rígida, PE atingiu maior índice de isolamento do Brasil

O governador Paulo Câmara divulgou um vídeo no Facebook, na tarde deste domingo (17), detalhando a situação do isolamento social no primeiro fim de semana da quarentena estabelecida em cinco cidades da Região Metropolitana do Recife. Segundo ele, no sábado (16), quando teve início a medida, o estado atingiu o maior índice de isolamento do Brasil, com 53,8% das pessoas em casa

Pagamento da 2º parcela do auxílio de R$ 600 começa nesta segunda (18)

A Caixa Econômica Federal inicia, nesta segunda-feira (18), a disponibilização da segunda parcela do Auxílio Emergencial do Governo Federal do Brasil para todos aqueles que receberam a primeira parcela até 30 de abril.

Esta segunda etapa será realizada de acordo com calendário publicado na sexta-feira (15), pelo Ministério da Cidadania.

Novos locais passam a emitir carteira de identidade para saque do auxílio de R$ 600

As datas foram definidas de modo a aprimorar o pagamento e evitar concentração nos meios digitais e aglomerações nos pontos de atendimento. O calendário traz escalonamento para os grupos de beneficiários – elegíveis do Bolsa Família, CadÚnico e inscritos pelo app/site –, bem como para antecipação do crédito para movimentação digital e para saque em espécie conforme mês de nascimento.

Pagamentos do Bolsa Família

Os beneficiários do Bolsa Família elegíveis para receber o auxílio de R$ 600 poderão sacar em espécie, da mesma forma do benefício regular, conforme o número final do Número de Identificação Social (NIS). O calendário para este público já inicia nesta segunda-feira (18) conforme quadro a seguir:

  • 18 de maio (segunda-feira): NIS 1
  • 19 de maio (terça-feira): NIS 2
  • 20 de maio (quarta-feira): NIS 3
  • 21 de maio (quinta-feira): NIS 4
  • 22 de maio (sexta-feira): NIS 5
  • 25 de maio (segunda-feira): NIS 6
  • 26 de maio (terça-feira): NIS 7
  • 27 de maio (quarta-feira): NIS 8
  • 28 de maio (quinta-feira): NIS 9
  • 29 de maio (sexta-feira): NIS 0

Antecipação do crédito para uso digital

Para quem recebe o auxílio pela Poupança Social Digital a Caixa Econômica irá antecipar o crédito da segunda parcela para compras com o cartão de débito virtual e o pagamento de boletos e concessionárias.

O cliente que recebeu a primeira parcela pela conta poupança da Caixa ou por outro banco, terá aberta nesta segunda etapa, gratuitamente, uma Poupança Social Digital e movimentará os recursos por meio do CAIXA Tem. Segue o calendário para uso digital dos recursos:

  • 20 de maio (quarta-feira): Nascidos em janeiro e fevereiro
  • 21 de maio (quinta-feira): Nascidos em março e abril
  • 22 de maio (sexta-feira): Nascidos em maio e junho
  • 23 de maio (sábado): Nascidos em julho e agosto
  • 25 de maio (segunda-feira): Nascidos em setembro e outubro
  • 26 de maio (terça-feira): Nascidos em novembro e dezembro

A prioridade do banco ainda é manter o atendimento digital. Dessa forma, reforça a orientação para que os recursos do auxílio sejam movimentados por meio do CAIXA Tem a fim de evitar filas e aglomerações.

Cartão de débito virtual

O beneficiário que recebe pela Poupança Social Digital pode emitir o cartão de débito virtual para compras pela internet em sites e aplicativos que aceitam débito. A emissão do cartão é gratuita e a compra é debitada diretamente da conta, sem precisar sair de casa.

Para gerar o cartão basta acessar o aplicativo CAIXA Tem e selecionar a opção Cartão de Débito Virtual, logo na tela inicial. Com mais dois passos o app envia a imagem do cartão com os dados para o usuário utilizar na internet.

Para usar o Cartão de Débito Virtual basta informar os dados informados pelo aplicativo nos sites e aplicativos que aceitam débito. As compras são seguras porque para cada transação é gerado um código de segurança, enquanto nos cartões normais o número é sempre o mesmo. Para as compras recorrentes, o número é salvo e não é preciso gerar um código a cada compra.

Saque em espécie da poupança digital

Os que recebem o crédito pela Poupança Social Digital e optarem por sacar o benefício em espécie deverão seguir o calendário escalonado por mês de aniversário. Nas datas indicadas, eventual saldo existente será transferido automaticamente para a conta em que o beneficiário recebeu a primeira parcela, sendo poupança Caixa ou conta em outro banco.

  • 30 de maio (sábado): Nascidos em janeiro
  • 1º de junho (segunda-feira): Nascidos em fevereiro
  •  de junho (terça-feira): Nascidos em março
  • 3 de junho (quarta-feira): Nascidos em abril
  • 4 de junho (quinta-feira): Nascidos em maio
  • 5 de junho (sexta-feira): Nascidos em junho
  • 6 de junho (sábado): Nascidos em julho
  • 8 de junho (segunda-feira): Nascidos em agosto
  • 9 de junho (terça-feira): Nascidos em setembro
  • 10 de junho (quarta-feira): Nascidos em outubro
  • 12 de junho (sexta-feira): Nascidos em novembro
  • 13 de junho (sábado): Nascidos em dezembro

Caminhões-agência

A Caixa Econômica realizou parcerias com prefeituras de cerca de 1.100 cidades para a sinalização e organização das filas e instalação de impressoras para facilitar a triagem fora da agência, sempre levando em conta os cuidados necessários para evitar a transmissão da COVID-19.

Cinco caminhões-agência itinerantes também estão atendendo em localidades com maior necessidade. Confira o calendário dos próximos dias:

  • Nova Xavantina (MT) – 4 a 16 de maio
  • Viseu (PA) – 14 a 29 de maio
  • Coroatá (MA) – 18 a 22 de maio
  • Casimiro de Abreu (RJ) – 18 a 22 de maio
  • Colniza (MT) – 18 a 22 de maio
  • Bela Vista (MS) – 18 a 22 de maio

Novo lote da parcela 1

A Caixa Econômica vai creditar a parcela 1 do Auxílio Emergencial para mais 8,3 milhões de beneficiários entre os dias 19 e 29 de maio. No total, serão disponibilizados mais R$ 5,3 bilhões nas contas indicadas no momento da inscrição, conforme calendário a seguir:

  • 19 de maio (terça-feira) para nascidos em janeiro
  • 20 de maio (quarta-feira) para nascidos em fevereiro
  • 21 de maio (quinta-feira) para nascidos em março
  • 22 de maio (sexta-feira) para nascidos em abril
  • 23 de maio (sábado) para nascidos em maio, junho e julho.

O pagamento da primeira parcela continua na semana seguinte:

  • 25 de maio (segunda-feira) para nascidos em agosto
  • 26 de maio (terça-feira) para nascidos em setembro
  • 27 de maio (quarta-feira) para nascidos em outubro
  • 28 de maio (quinta-feira) para nascidos em novembro
  • 29 de maio (sexta-feira) para nascidos em dezembro.

Auxílio Emergencial em números:

Desde o dia 9 de abril, quando teve início o pagamento, cerca de 50,4 milhões de brasileiros já receberam o crédito do benefício, ou seja, um em cada três adultos. Ao todo, mais de R$ 35,8 bilhões já foram creditados (incluindo os créditos que ocorrem desta sexta para sábado).

O site auxilio.caixa.gov.br recebeu 875,6 milhões de visitas e a central exclusiva 111 registra mais de 161,8 milhões de ligações. O aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial conta com 82,8 milhões de downloads e o aplicativo CAIXA Tem, para movimentação da poupança digital, ultrapassa 89,3 milhões de downloads.

Cresce o número de bancários infectados pelo novo coronavírus em Pernambuco

O Sindicato dos Bancários de Pernambuco revelou, nesta segunda-feira (18), preocupação com o grande número de profissionais contaminados. Cerca de 300 profissionais já testaram positivo para o novo coronavírus.

De acordo com Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), a situação tende a piorar com pagamento da segunda parcela do auxílio de R$ 600, que começa nesta segunda e continua centralizado no banco.

Confirmações e suspeitas

Segundo a Apcef-PE e o Sindicato dos Bancários de Pernambuco, o Estado registra pelo menos 155 casos confirmados de trabalhadores com o covid-19. Além da Caixa (com 51 casos), estão neste levantamento os bancos Santander (com 35), Bradesco (com 32), Itaú (com 19), do Brasil/BB (com 14) e do Nordeste/BNB (com 4).

Em relação aos 116 bancários com suspeitas da doença, a Caixa lidera o balanço (com 54 casos). Na sequência, os bancos Santander (com 31 casos), Bradesco (com 16), BB (com 8), BNB (com 5) e Itaú (com 2).

Nota do Sindicato na íntegra

O Sindicato dos Bancários de Pernambuco condena a falta de medidas eficazes do governo federal para reduzir as aglomerações em unidades da Caixa Econômica, tendo em vista a chegada do pagamento da 2a parcela do auxílio emergencial. O grande volume de pessoas nas agências, e o consequente adoecimento dos empregados da Caixa, é resultado da postura irresponsável do governo federal, que deveria intensificar a descentralização do pagamento, massificar campanhas de esclarecimento sobre o benefício, e orientar melhor a população, que necessita receber o pagamento com urgência, através de parcerias com governos estaduais e municipais. Entre os seis principais bancos que atuam em Pernambuco, a Caixa apresenta o maior número de casos suspeitos e confirmados de empregados com COVID-19. Até este domingo (17), um total de 292 bancários de Pernambuco contraíram ou apresentam sintomas da Covid-19. Destes, 105 são empregados da Caixa Econômica Federal, dos quais 51 testaram positivo e 54 deles são casos suspeitos de contaminação pelo coronavírus, segundo levantamento do Sindicato dos Bancários de Pernambuco. O número pode ser ainda maior, pois, pressionados pela gestão do medo implementada no banco, empregados estão escondendo o adoecimento para evitar perder promoções internas. O Sindicato dos Bancários de Pernambuco orienta que categoria realize denúncias, com garantia do sigilo, através do whatsapp: (81) 9 7119-8585