Com 94% votos, o Defensor Público José Fabrício Silva de Lima foi reeleito para o cargo de Defensor Público-Geral do Estado, nesta terça-feira (19.05), para comandar a Defensoria Pública de Pernambuco (DPPE) no biênio 2020/2022. Esse percentual foi o maior da historia da DPPE.  A eleição foi virtual, por conta da pandemia do novo coronavírus, e participaram do pleito 284 dos 287 Defensores Públicos do Estado com atuação na Capital, Região Metropolitana e interior.

Esta é a primeira vez que ocorre uma eleição virtual em que os defensores, sem sair de casa, votaram utilizando apenas um dispositivo com acesso à internet, conforme regulamentação institucional às eleições da DPE.

A lista com o nome do Defensor Público José Fabrício será encaminhada à apreciação do governador Paulo Câmara. A previsão é que ainda esta semana seja publicacada a portaria de nomeação para o cargo. O Defensor-Geral do Estado, que será reconduzido, venceu as eleições de 2018, obtendo 85% votos.

O Defensor José Fabrício afirmou que a vitória significa o reconhecimento dos seus pares pelo trabalho sério e comprometido que vem realizando desde junho de 2018, ao lado do  seu Subdefensor Geral, Henrique Seixas, e toda a equipe de Gestão da DPPE.

A gestão de José Fabrício, ao longo dos últimos 24 meses, teve como principais diretrizes a valorização e capacitação profissional, desenvolvimento na área de tecnologia, investimento da mediação e conciliação e projetos de aproximação com a comunidade. Outra marca de seu trabalho foi o lançamento de ações e projetos na área de direitos humanos, moradia e saúde. Além disso, a inauguração da Central Cível da Capital foi o marco durante sua administração.

ELEIÇÃO VIRTUAL – A eleição virtual foi possível graças ao  sistema eletrônico Hélios. A ferramenta foi utilizada em momento propício, já que defensores públicos, servidores e demais colaboradores mantêm suas atividades de forma remota, em função da pandemia do coronavírus e a necessidade de adotar medidas de prevenção ao contágio da doença, dentre elas o isolamento social.

Conforme avaliação da presidente da Comissão Eleitoral da Defensoria Pública, Eduardo Tassara, a eleição virtual foi um sucesso e mostrou que vieram para ficar. O trabalho dela contou com o auxílio do setor de Tecnologia da Informação da DPPE. “Não tivemos nenhuma intercorrência, esclarecemos apenas dúvidas a respeito do processo. Temos convicção de que a modernidade tecnológica é uma grande aliada da nossa instituição”, enfatizou.

Texto: Fátima Freire

Powered by WPeMatico

%d blogueiros gostam disto: