O Sabadão – Gentalha! Gentalha! Gentalha!

O Sabadão – Gentalha! Gentalha! Gentalha!


Por Sérgio Leão

Procurar verbetes na lexografia nacional, para qualificar parte da população brasileira, é mera perda de tempo, pois os adjetivos pejorativos que encontraremos são suficientes, diante da absurda quantidade de malfeitores e malfeitoras que o nosso país asila, em todos os níveis de uma sociedade que tem parceria com corrupção, como se isso fosse normal. Não é de hoje que essa banda podre da brazukada vem envergonhando os cidadãos e cidadãs de bem que ainda habitam por aqui, com uma acirrada contenda, defendendo seus bandidos de gravatas. O mal é tão grande, que já atinge educadores e doutores de forma avassaladora, o que é muito preocupante, pois o fanatismo por almas imundas, tende a disseminar-se entre crianças e adolescentes e o resultado será catastrófico em termos gerais, pois quando os filhos não se opõem as insanidades dos pais, a tendência é segui-los fielmente, mesmo que seja para um caminho sem nenhum resquício de cidadania, o que já está ocorrendo no Brasil.

É secular a porcaria neste país, pois todos sabem que a nossa história contada em salas de aulas mostra heróis bandidos e vice versa, e ninguém ousa ratificar esta situação, até em razão, do próprio fascínio que o povo tupiniquim tem por safadeza, principalmente quando o assunto é política nacional. A vida toda ouvi os pobres reclamando que só eles iam presos neste país, e foi só começar a justiça mandar ricos e corruptos pra cadeia, que os próprios pobres diabos, sem eira nem beira, ficaram do lado dos bandidos engravatados presos, formando um verdadeiro exército em defesa dos ladrões que assaltaram o Brasil, deixando os “pobrinhos”, sem saúde, educação, segurança moradia etc. Parte da classe média então, parece ter a cara da bandidagem, tal é a forma desavergonhada como se adaptam ao convívio com marginais dos poderes constituídos, e tudo em nome de suas próprias convicções e interesses pessoais. Mais, e os ricos? A maior parte desta classe social é diretamente envolvida na falência do país, praticam descaradamente a sonegação, renegam os direitos trabalhistas, formam quadrilhas, apoiam os corruptos em campanhas políticas e usam o dinheiro público para se fartarem em benesses e usurpação dos direitos dos coitadinhos adoradores de seus próprios verdugos.

Desde as primeiras prisões efetuadas pela gloriosa Polícia Federal do Brasil, na Operação lava Jato, que começou uma disputa de claques psicopatas nas redes sociais, que cospem verborragias em defesa dos mais despudorados políticos brasileiros, inclusive defendo com unhas sujas e dentes podres, os maiores quadrilheiros da enlameada história da República Federativa do Brasil, como Lula e Michel Temer, ambos presos por diversos crimes, e todos praticados contra a soberania nacional, que atingiram em cheio a classe dos coitadinhos e a classe média composta de enxeridos e metidos a rico, que nada mais são do que degraus sujos para a manutenção desta parte da classe elitista e despudorada, que assalta tudo e todos, diariamente, de formas sutis e vergonhosas. Um país onde milhões de pessoas vivem de cuia na mão, mas se dividem em defesa de bandidos, dificilmente a solução virá, porque a sujeira fede mundo a fora e os povos de bem, abominam o convívio com os cúmplices e assim os cidadãos de verdade pagam um preço alto por habitarem no mesmo solo, desta pátria, mãe para os corruptos e madrasta para os cidadãos de bem. E de tão chula, a mente desta gente, só tem uma classificação: gentalha, gentalha, gentalha!



Fonte: Bezerros Agora .