Após denúncia ao MPF, prefeitura divulga laudo sobre água do hospital em Vilhena, RO


Documento aponta que água atende aos padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Denúncia informou que poço da unidade estaria contaminado. Denúncia informou que poço da unidade estaria contaminado
Dennis Weber/ G1
A prefeitura divulgou laudo sobre a água utilizada no Hospital Regional (HR), em Vilhena (RO), a 700 quilômetros de Porto Velho. Segundo o documento, a água atende aos padrões estabelecidos pela legislação do Ministério da Saúde. A análise foi feita após uma denúncia ao Ministério Público Federal (MPF), apontado que o poço da unidade estaria contaminado. Uma inspeção foi realizada na unidade de saúde e o MPF abriu investigação.
De acordo com a prefeitura, o estudo sobre a água do poço artesiano foi realizado em um laboratório independente, em Cuiabá (MT). O laudo mostra que a água não tem coliformes fecais e está própria para o consumo. O prefeito da cidade, Eduardo Tsuru, se pronunciou em nota enviada pela assessoria.
“Temos um cuidado extremo com todas as nossas ações na prefeitura. Se há algo errado, estamos trabalhando para resolver e aceitamos as críticas. Mas denúncias infundadas ou falsas são uma injustiça muito grande com todos, pois, além de confundir a população, as mentiras exigem que movimentemos uma estrutura oficial, gastando recursos públicos a fim de averiguar, investigar e prestar contas a todos que ficam preocupados com as situações criadas”, enfatizou o prefeito.
O MPF informou que recebeu o laudo apresentado pela prefeitura e que as investigações estão em andamento. “A investigação do MPF iniciou com base em laudos anteriores e no depoimento de testemunhas que relataram que havia notícia de contaminação. O MPF continuará acompanhando essa situação até a solução definitiva a respeito da qualidade da água”, diz a nota enviada pelo órgão à reportagem.
Veja mais notícias da região no G1 Vilhena e Cone Sul.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp