SECRETARIA DE TURISMO DE BEZERROS FOI EM BUSCA DE MELHORIAS PARA O PATRIMÔNIO HISTÓRICO DA CIDADE…

SECRETARIA DE TURISMO DE BEZERROS FOI EM BUSCA DE MELHORIAS PARA O PATRIMÔNIO HISTÓRICO DA CIDADE…

SECRETARIA DE TURISMO DE BEZERROS FOI EM BUSCA DE MELHORIAS PARA O PATRIMÔNIO HISTÓRICO DA CIDADE

Visando buscar melhorias para os equipamentos turísticos da cidade, a equipe da Secretaria de Turismo e Cultura de Bezerros/PE foi até a sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, na manhã desta quarta (17). A equipe formada pelo Secretário Eduardo Ferreira, a Secretária Executiva Thaís Souza, o Diretor de Eventos Renato Luiz e o Diretor de Cultura Sérgio Brayner foram recebidos pela Diretora de Planejamento e Administração Maria Emília Nascimento Santos.

Durante cerca de uma hora e meia os assuntos foram abordados pouco a pouco. Na pauta estavam assuntos relacionados à Estação da Cultura, Pontilhão de Ferro e o Largo da Estação da própria estação. Após o encontro ficou definido que alguns projetos serão encaminhados em breve e modificações nesses lugares devem acontecer.

A equipe da SETURC busca agora firmar parcerias com outros órgãos, como o DNIT, Fundarpe, TransNordestina e próprio Governo do Estado de Pernambuco.

(Feed generated with FetchRSS)

ALGUMAS MUDANÇAS SÓ OCORREM QUANDO VOCÊ DECIDE MUDAR

ALGUMAS MUDANÇAS SÓ OCORREM QUANDO VOCÊ DECIDE MUDAR

Não se lamente e nem se revolte porque a sua vida ainda não está fluindo como você gostaria, ou como flui a vida de outras pessoas. Não se indigne porque algumas coisas não chegaram para você, ou não aconteceram como você tanto espera. Não reclame do mundo se você não está fazendo nada para mudar as circunstâncias ao seu redor ou na sua vida. Não espere receitas de sucesso prontas, nem soluções caindo do céu, pois só é possível colher o fruto quando se tem a ação e o esforço para plantar. Por isso se você deseja algo novo, uma resposta, novos resultados, uma realização, uma mudança significativa em seus dias e em seu caminho, faça acontecer, construa a mudança, faça mudanças, mude os passos, a rota, inicie outras trilhas, quebre a rotina, reflita, analise suas metas, replaneje suas estratégias, e mãos a obra! E se você não puder ser o propulsor direto da mudança em sua própria vida, então seja a ponte para que ela chegue até você, só não fique de braços cruzados, parado no meio do caminho, vivenciando a mesma rotina, e se amargurando com lamentações e insatisfações. Mudar nem sempre é fácil, fazer algumas transformações requer coragem, quebrar alguns ciclos, finalizar outros requer determinação e ousadia, mas a luta e os esforços sempre valem a pena se ações contribuírem para a realização de algum propósito.A palavra para hoje é ATITUDE.

(Mariana Helena de Jesus)@marianahelenadejesuswww.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Moradores do Bom Parto, em Maceió, dizem que rachaduras surgiram na Rua São Francisco nas últimas semanas

Moradores do Bom Parto, em Maceió, dizem que rachaduras surgiram na Rua São Francisco nas últimas semanas


O bairro não foi classificado como área de risco pelo Serviço Geológico do Brasil. Moradores de uma rua do Bom Parto dizem que rachaduras surgiram nas últimas semanas
Moradores da Rua São Francisco, no bairro do Bom Parto, na parte baixa de Maceió, disseram que várias rachaduras começaram a surgir nas casas da rua nas últimas semanas. O bairro não está na área considerada de risco pelo Serviço Geológico do Brasil – CPRM. Os moradores contaram que estão com medo da situação por causa da proximidade do bairro com o Mutange, que é área de risco, e com a Lagoa Mundaú.
O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, Tutmés Airan, que acompanha a situação dos três bairros com rachaduras, disse que não recebeu nenhuma informação sobre o bairro do Bom Parto. Ele orientou para os moradores entrarem em contato com a Defesa Civil.
“Acho que eles devem procurar a Defesa Civil. E até instar a Defesa Civil de ir lá na área para observar o fenômeno in loco. E depois de uma avaliação técnica decidir se essa área, se essa rua, deve ou não entrar na zona de risco, ou seja, a zona de desocupação imediata. Se, eventualmente, fruto desse estudo a área tiver desocupada, aí entra no alcance do nosso trabalho, que é o trabalho de indenização.
A Defesa Civil de Maceió disse para TV Gazeta que não registro de ocorrência de rachaduras na Rua São Francisco, no Bom Parto, mas que vai entrar em com os moradores e mandar uma equipe ao local para avaliar a situação. A Defesa Civil disse ainda que é importante que em situações como a do Bom Parto os moradores liguem para o 0800 030 6205.
Rachadura na parede de casa na Rua São Francisco, no bairro do Bom Parto, em Maceió
Reprodução/TV Gazeta
Veja mais notícias da região no G1 Alagoas

Suspeito de estuprar três sobrinhas e engravidar a de 13 anos é preso em Branquinha, AL

Vítimas denunciaram crimes cometidos pelo tio. Delegado diz que estupro de vulnerável é o crime mais registrado na delegacia da cidade. A Polícia Civil de Alagoas prendeu um homem que é suspeito de estuprar três sobrinhas de cinco, oito e 13 anos em Branquinha, município da Zona da Mata de Alagoas. O tio é suspeito de ter engravidado a sobrinha de 13. A prisão foi divulgada pela polícia nesta quarta-feira (17).
O tio foi preso depois que as sobrinhas denunciaram os crimes.
De acordo com a polícia, as investigações mostraram que os estupros ocorriam na casa dos pais das vítimas, mesmo local em que o tio por parte de mãe das meninas estava morando.
Depois de colher as provas, o delegado de Branquinha, Sidney Tenório, pediu a prisão do homem para a Justiça. E a juíza Emanuela Porangaba decretou a prisão.
O delegado Sidney Tenório disse que o homem pode pegar até 45 anos de prisão pelos crimes.
“A adolescente foi estuprada mais de uma vez o que acarretou a gravidez. As irmãs menores foram vítimas de outros atos libidinosos, também considerados crime de estupro de vulnerável”, disse o delegado.
O delegado de Branquinha disse que o crime mais registrado na Delegacia de Branquinha é o de estupro de vulnerável.
“Praticamente todas as semanas instauramos inquéritos para apurar estes fatos que nos chega principalmente pelo Conselho Tutelar. Geralmente conseguimos prender os autores, mas é necessário que seja feita uma política de conscientização para que se evite novas vítimas”, contou o delegado Sidney Tenório.
Veja mais notícias da região no G1 Alagoas