O Sabadão – O que é Cultura Popular?

O Sabadão – O que é Cultura Popular?

[ad_1]

Por Sérgio Leão

significado de cultura popular se caracteriza como elementos culturais pertencentes a uma sociedade ou região, na qual a população pratica constantemente e de forma ativa, através de diferentes manifestações como dança, teatro, arte, literatura, folclore, gastronomia, música, etc

– Exemplos de manifestações da cultura popular: carnaval, danças e festas folclóricas, literatura de cordel, provérbios, samba, frevo, capoeira, artesanato, cantigas de roda, contos e fábulas, lendas urbanas, superstições, etc.

O Sabadão de carnaval vai com este preâmbulo acima, para enriquecer mais a minha ideia de que nem todo mundo aprecia a cultura popular, e ainda bem, porque as abobrinhas destiladas das bocas sujas de críticos desinformados, que agradecemos a Deus por eles (as) não curtirem as manifestações sociais da sociedade. Todas as vezes que chega o período mais cultural de Bezerros, logo aparecem as criaturas sem pudor para darem opiniões medíocres, sempre com um só objetivo: desqualificar nossa cultura com comparações tão bizarras que só nos fazem dá risadas Kkkkkkkkkkk. Os bobinhos e bobinhas tornam-se até agressivos, as vezes, quando não conseguem ibope até porque neste sentido só tem ibope, quem realmente enxerga mais de um palmo a frente dos narizes.

Imaginem leitores, que todas as vezes que a cidade de Caruaru resolve investir em carnaval, os nossos críticos bostinhas se saem logo com esta “perola”: Caruaru vai tomar o carnaval de Bezerros! Tem nada mais ridículo e por fora do que uma afirmação patética dessa? Então vamos supor que os papangus se mudem todos pra Caruaru e a TV Asa Branca no próximo ano faça a mídia dizendo: venha curtir o carnaval dos papangus de Caruaru!  Kkkkkkkkkkkkkkkkk . E se ao mesmo tempo nós tomássemos o carnal de Nazaré e passássemos a ser Bezerros, a terra do maracatu! Olinda transferisse seus bonecos gigantes para Pesqueira e os foliões de Recife saíssem atrás dos Caiporas; iríamos para Trunfo, curtir o Galo da Madrugada, enquanto os triunfenses, cairiam no passo do frevo recifense; Pra completar o cenário da quimera da crítica bezerrense, o Bacalhau do Batata iria se juntar ao de Lula Vassoureiro e desfilariam na quinta-feira em Lagoa dos Gatos e na sexta feira em Buíque. E nós, sem papangus, irámos sair de caretas em Gravatá, enquanto Spok iria tocar forró no carnaval em Olinda. Kkkkkkkkkkkkkkkk.

Não é possível que a evolução mental fique tão longe de pessoas que vivem a achar o bonito feio e o vice versa, e ainda se aventurem a achar normal, sentir cheiro em fezes e fedentina em essências do boticário, em bora isto seja possível e pertinente a estes críticos, pois se das suas bocas regurgitam tantas asneiras, seus narizes, podem serem bloqueados para bons odores. Resta para as mais de 500 pessoas que lutam para o sucesso da Folia dos Papangus de Bezerros, seguirem em frente e se possível fazerem olhos cegos e ouvidos de mercadores, para esta orgia pautada nas vidas dos infelizes, que não conseguem ver nada de forma positiva, e VIVA O CARNAVAL DOS PAPANGUS DE BEZERROS!

[ad_2]

Fonte: Bezerros Agora .