A Secretaria Estadual de Saúde (SES) confirmou, nesta quarta-feira (16), três novas mortes de pacientes com o vírus da influenza em Pernambuco, em 2018. Exames constataram a presença do vírus H1N1 em dois pacientes, além dos três casos confirmados anteriormente, para o mesmo vírus. Também foi confirmado o primeiro caso de morte de pessoa contaminada pelo vírus H3N2 este ano. Ao todo, seis pessoas morreram com a influenza em 2018.

O boletim epidemiológico divulgado pela SES abrange os casos registrados de janeiro de 2018 até o dia 5 de maio. No mesmo período de 2017, houve uma morte a menos com confirmação para a influenza, sendo que as cinco pessoas mortas tiveram confirmação para o vírus H3N2.

Dos dois novos casos de pessoas mortas com H1N1, um deles foi de um bebê com um mês de vida, que faleceu no dia 13 de abril, em Carpina, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. O outro caso foi o de uma adolescente de 17 anos, que morreu no dia 18 de abril, em Camaragibe, no Grande Recife.

A primeira morte do ano de paciente contaminada com o vírus H3N2 foi de uma garota de nove anos, que faleceu em 24 de março, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana.

Ele morava em Barreiros, também na Zona da Mata Sul de Pernambuco, mas morreu no Hospital Regional de Palmares. Ele foi internado em 13 de março, mesmo dia em que teve notificada a síndrome respiratória aguda grave (Srag).

Ao todo, o estado teve 594 casos de síndrome respiratória aguda grave (Srag). Desses, 22 tiveram resultado laboratorial positivo para influenza A (H1N1), 11 para influenza A (H3N2) e um para vírus sincicial respiratório (VSR). Fonte G1

Fonte: Site PH Bezerros

Sua opinião é muito importante para nós! Faça seu comentário:

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here