O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) lidera a corrida presidencial no estado de São Paulo em cenário sem a presença do ex-presidente Lula (PT), segundo pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (29).

O militar da reserva alcançou 19% no quadro mais favorável para ele, uma simulação que colocou Jaques Wagner como o candidato do PT. O ex-governador da Bahia não pontuou.

Em segundo lugar apareceu o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), com 15% e, em terceiro, a ex-senadora Marina Silva (Rede), com 13%. Como a margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais para mais ou para menos, os três empatam na liderança.

Num quadro em que o representante do PT seria o ex-prefeito da capital Fernando Haddad, a situação se manteria, com Bolsonaro (17%), Alckmin (15%) e Marina (13%) empatados à frente. Haddad, entretanto, se sai melhor do que Wagner e obtém 3% das intenções.

+ ‘Aqui no Brasil não existe isso de racismo’, diz Bolsonaro

Com Lula candidato, Bolsonaro cai para segundo, com 17%. O ex-presidente, que pela Lei da Ficha Limpa está impedido de concorrer, assume a dianteira quando tem seu nome testado e chega a 24%. Alckmin tem 13% e Marina, 8%.

Na pesquisa, encomendada pela Band e realizada entre os dias 26 e 29 de junho, as taxas de votos nulos e brancos oscilam entre 21% e 28%.

Os índices de rejeição, também medidos pelo Ibope, mostram situação difícil para Lula, que surge com 43%. Bolsonaro tem 31%; Alckmin, 28%; Marina, 22%; e Haddad, 21%.

O ex-presidente está preso em Curitiba desde abril, depois de ter sido condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP).

GOVERNO E SENADO

Para o Governo de São Paulo, o ex-prefeito da capital João Doria (PSDB) aparece à frente, com 19% das intenções de voto, segundo o Ibope.

O tucano é seguido pelo presidente licenciado da Fiesp, Paulo Skaf (MDB), que chega a 17%. O atual governador, Márcio França (PSB), que assumiu o cargo com a saída de Alckmin para tentar a Presidência, alcança 5%. Ex-prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT) tem 3%.

Assim como na sondagem para presidente, o índice de eleitores que dizem optar por nulo ou branco é alto: 38%.

Doria e Skaf são os mais rejeitados -39% e 30%, respectivamente.

Na corrida pelas vagas ao Senado, o líder é o vereador e ex-senador Eduardo Suplicy (PT), com 29%.

O apresentador José Luiz Datena, que até esta sexta deu expediente no Grupo Bandeirantes, contratante da pesquisa, larga em segundo lugar, com 23%.

Datena foi anunciado oficialmente como candidato do DEM nesta quinta (28). Ele se licenciou dos programas na TV e no rádio, para cumprir exigência da legislação eleitoral.

O percentual dos que planejam votar nulo ou branco é de 53%, de acordo com a pesquisa, registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número 03598/2018.

Com informações da Folhapress.

Sua opinião é muito importante para nós! Faça seu comentário:

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here