Parece que diante das consequências problemáticas de algumas situações tudo o que fazemos para “solucionar” tais dilemas não dá certo. Parece que em meio aos contextos em que precisamos de uma “resposta”, de um “sinal”, tudo fica nublado, e nenhuma luz surge. Parece que em muitos momentos aquilo que mais almejamos alcançar, é o que mais se distância da gente. Por vezes nos desdobramos tanto correndo atrás das soluções, das respostas, e das nossas realizações, que chegamos a nos sentir exaustos, por tantos esforços, por tanta dedicação, por tanta busca, doação, empenho, e por tanta paciência que se perde diante das demoras do tempo, e nos entorpece com aflições mediante nossos anseios impacientes. O tempo apesar de ser mestre da resolução, é também impulsionador de nossa inquietude, quando estamos angustiados ou ansiosos por um resultado muito aguardado. Todavia, há momentos e fases que não adianta o esforço que fizermos para acelerarmos a chegada de uma resposta, porque ela só virá no tempo que tiver que ser, independe dos contratempos que possamos estar vivenciando no agora. O tempo precisa necessariamente do amanhã para poder surtir os efeitos de sua maturação, e diante disso nós precisamos compreender e aceitar pacientemente.

A palavra para hoje é ESPERAR.

(Mariana Helena de Jesus)
@marianahelenadejesus
www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share





Sua opinião é muito importante para nós! Faça seu comentário:

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here